top of page

Como identificar uma peça vintage que não possui CGC na etiqueta?

Atualizado: 24 de fev. de 2022

quem compra em brechó, um pouco que seja, sabe a felicidade que é encontrar o CGC na etiqueta. ele era o Cadastro Geral de Contribuintes: um registro de pessoas jurídicas que em 1998 virou o nosso atual CNPJ. então, quando o CGC está presente na etiqueta da peça, a gente tem a certeza absoluta que é uma peça vintage.


e roupa é considerada vintage quando tem no mínimo 20 anos de existência. as peças do início dos anos 2000 já podem ser consideradas vintages, apesar do CNPJ. mas a pergunta é: como identificar essas peças já que o CGC não está mais lá? e mais: e as roupas que não possuem mais etiqueta ou se desgastaram com o tempo? existem alguns truques e dicas para identificar essas roupas, e é isso que vamos te contar agora.


existem sim algumas características presentes nas roupas que a gente bate o olho e logo vê que é vintage. pode nem ter etiqueta mais, porém temos a certeza através dos detalhes. vamos conhecer algumas neste post!


ama o mundo vintage e dos brechós? confira aqui 5 dicas de livros sobre brechós :)


vamos para as dicas:



1 - Blusas Goludas: essas blusas conhecidas como "goludas" por causa da sua golinha mais alta, eram muito comuns nos anos 90. hoje em dia é difícil encontrar algum modelo desse atual. por isso, se de de cara com algum modelo desse por aí pode ter quase certeza que é vintage.


2 - Ombreiras: essa é outra dica fortíssima na hora de descobrir se a peça é vintage. hoje em dia fabricam peças assim? até fabricam, mas é muito raro. então se tiver carinha de antigo, um tecido mais diferente e junto com eles as ombreiras, temos um blazer, camisa ou blusa vintage.



3 - Etiqueta diferentona: pode nem ter o CGC mas se a etiqueta for bem diferente é bom dar uma olhada com carinho na peça. quase sempre as vintages possuem uma etiqueta diferente. muitas delas bem coloridas. antigamente as marcas investiam na apresentação da etiqueta e algumas delas são icônicas.



4 - Personagens: essa também é uma ótima dica pra identificar peças vintages, principalmente as do final dos anos 90 e 00, período que fica um pouco mais difícil a identificação por causa do CNPJ. personagens de desenhos, camisa de banda famosa na época ou programa de TV ajudam a estimar o ano da peça.



5 - Bordados: hoje em dia existe peça bordada? existe. mas você saberá quando encontrar um bordado vintage. eles são únicos, diferentes, com desenhos que a gente não vê mais por aí. normalmente estão presentes em camisas 100% algodão ou linho. sou apaixonada por elas!



6 - Estampas únicas: a estampa vintage chama atenção porque é diferente de tudo. algumas até consideradas "sem noção" ( e a gente ama!). principalmente as dos anos 80, época marcada por muita cor e misturas. então se você vir uma estampa bem diferente por aí, é bom dar uma checada porque pode ser vintage.



todas as fotos desse post são de garimpos que já fizemos por aí. somos apaixonadas por vintage e, modéstia parte, temos o olho treinado para encontrar essas raridades pra vocês. espero que tenha gostado das dicas e façam muitos achados vintages incríveis. segue a Slow no Instagram pra não perder as outras dicas.


beijo.


Por Sarah Vianna.

Criadora da Slow Moon, publicitária e redatora.

4.150 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page